Apresentação

Esta página é uma material de apoio para a disicplina de Física IIE oferecida nos cursos de engenharias e ciências exatas nas diversas universidades do país e exterior, que trata dos temas relacionados com o eletromagnetismo. Inicialmente, apresentamos os tópicos abordados no curso de Engenharia  dos Materiais da Universidade Federal do Amazonas, ministrada no primeiro semestre de 2019, com uma carga horária de 4 horas semanais (60h). 

 

Dividimos os conteúdos desta disciplina de Física IIE em dez (10) tópicos, extremamente correlacionados o que representa que um tópico posterior sempre necessita dos assuntos dos tópicos anteriores, mostrando que não se pode estudar cada um independemente. O curso de Física IIE é ministrado em 18 semanas, onde realizamos quatro (4) provas parciais que computamos apenas a média das três (3) maiores notas. Caso o estudante não alcance uma média das provas parciais (peso dois) maior ou igual a sete (7,0) terá que fazer uma prova final (peso um), e será aprovado se a média final for maior ou igual a cinco (5,0). Cada tópico, que está relacionado com um capítulo do livro-texto (LT) Fundamentos de Física, Eletromagnetismo, Vol. 3, Halliday e Resnick, 9a edição, Jears e Walker, LTC (2011), é ministrado em média em duas aulas (4h) por semana, onde sugerimos em cada capítulo do LT alguns problemas, onde dois (2) destes problemas de cada unidade serão colocados nas provas parciais motivando, assim, os estudantes a fazerem estes problemas.

 

Na natureza existem quatro tipos de forças fundamentais: 1) gravitacional; 2) eletromagnética; 3) nuclear forte; 4) nuclear fraca. Até agora estudamos apenas a interação gravitacional (disciplina de Física IE), que só se faz sentir a sua intensidade em escala astronômica. A força eletromagnética é uma interação muito mais intensa (aproximadamente 1.000.000.000.000.000.000.000 maior) do que a força gravitacional, e está muito mais presente no nosso dia a dia, sendo responsável pela estrutura da matéria e pela quase totalidade dos fenômenos físicos e químicos que presenciamos na nossa vida diária. A interação eletromagnética é a que os físicos compreendem melhor, onde a sua fundamentação teórica no nível atômico (microscópico), conhecida eletrodinâmica quântica, serve como alicerce para o tratamento de todas as demais interações.

 

Esta disciplina apresenta a fundamentação fenomenológica da teoria eletromagnética, sempre discutindo o desenvolvimento histórico. Os conteúdos são abordados numa linguagem vetorial, diferendo da metodologia geométrica adotada no LT, pois trata-se de um formalismo mais universal e rigoroso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fazerem etes problemas.